GHITNICK

Qualidade na Análise Técnica

USO DO BLOG

Minha foto
* imagens: clicar com o lado direito do mouse e abrir em nova aba ou nova página* * comentários por e-mail: jghit@centroin.com.br

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Futuro do Ibovespa (sem after market)

O índice Junho teve novo dia de repique, um pouco mais intenso. O volume foi de 87 mil cts e os indicadores seguem firmes, acima do meio de suas escalas.

Corretoras internacionais (final do dia)

Os saldos compradores somaram +R$ 244 MM (Merrill Lynch +84) e os saldos vendedores chegaram a -R$ 193 MM (Credit Suisse -135), restando um saldo comprador de +R$ 51 MM.

Abertura

Após mais um dia de recuperação, os mercados tentam uma consolidação hoje e todos os índices estão em estabilidade: o Nikkei225 no Japão, já fechado, e o Stoxx50 na Europa e o futuro do S&P500 nos Estados Unidos, pelo menos até agora. O mesmo acontece com as moedas e as comodities. Entre nós, o Ibovespa fechou em repique, com o volume bem acima da média de março, por conta de exercícios de opções e de vencimento do futuro do Ibovespa e saldo comprador das corretoras internacionais . No aluguel de ações líderes, os saldos subiram bastante, exceto o de PETR3. A posição comprada dos investidores não residentes no futuro de dólar passou de +257 mil para +248 mil contratos. A posição comprada dos investidores estrangeiros no futuro do índice passou de +64 mil para +74 mil contratos. No pré pregão, o novo futuro Junho opera em alta de 0,85%.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Futuro do Ibovespa (sem after market)

O novo índice Junho (em gráfico contínuo) teve um dia de repique, do início ao fim, voltando acima da linha de suporte e fechando acima de média móvel de 21 barras. O volume foi de 63 mil cts e os indicadores subiram firmes.

Corretoras internacionais (final do dia)

Os saldos compradores somaram +R$ 359 MM (Merrill Lynch +197) e os saldos vendedores chegaram a -R$ 277 MM (Credit Suisse -174), ficando um saldo comprador de +R$ 82 MM.

Abertura

Os mercados ontem mesmo já se recuperavam do mini pânico provocado pela situação na Ucrânia e por algumas cifras chinesas. Hoje, a recuperação prossegue, com um enorme repique no Japão (Nikkei225 +3,1%) , outro na Europa (Stoxx50 + 1%), enquanto que nos Estados Unidos, o futuro do S&P500 ganha 0,5%, até agora. O dólar recua entre as moedas, especialmente vs o yen e o petróleo chega a um novo topo, como destaque nas comodities. Entre nós, o Ibovespa fechou em forte baixa, com o volume acima da média de março e enorme saldo vendedor das corretoras internacionais ( “pânico” na clientela de Merrill Lynch e de Morgan Stanley...). No aluguel de ações líderes, os saldos de Petrobrás recuaram bastante e os de Vale subiram (ainda a manobra quanto a juros e IR...). A posição comprada dos investidores não residentes no futuro de dólar passou de +240 mil para +257 mil contratos. A posição comprada dos investidores estrangeiros no futuro do índice passou de +77 mil para +64 mil contratos. No pré pregão, o novo futuro Junho (Abril vence hoje) abriu em alta de 0,5%.

terça-feira, 15 de abril de 2014

Futuro do Ibovespa (sem after market)

O índice Abril, que vence amanhã, teve um dia de forte baixa inicial, chegando até as médias móveis longas, de onde repicou um pouco no restante do pregão, abaixo da linha de suporte. O volume subiu para 119 mil cts e os indicadores também caíram e repicaram. Mercado indefinido.

Arquivo do blog

Counter