GHITNICK

Qualidade na Análise Técnica

USO DO BLOG

Minha foto
* imagens: clicar com o lado direito do mouse e abrir em nova aba ou nova página* * comentários por e-mail: jghit@centroin.com.br

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Abertura

Os mercados estão hoje em acomodação: no Japão, uma exceção, o Nikkei225 ganhou 1,14% com o yen mais fraco. Na Europa, o Stoxx50 vai perdendo 0,4% e nos Estados Unidos, o futuro do S&P500 cede 0,1%, até agora. O dólar segue firme entre as moedas e nas comodities, destaque para a alta de alguns metais industriais. Entre nós, o Ibovespa fechou em alta, com o volume pouco abaixo da média de junho e com pequeno saldo vendedor das corretoras internacionais. A posição comprada nos investidores não residentes no futuro do dólar passou de + 175 mil para +176 mil contratos. A posição comprada dos investidores estrangeiros no futuro do índice passou de +93 mil para +99 mil contratos. No aluguel de ações líderes, todos os saldos recuaram. No pré pregão, o futuro Agosto abriu em baixa de 0,14%.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Futuro do Ibovespa (sem after market)

O índice Agosto teve um dia de repique, ensaiando um retorno ao topo anterior e cobrindo o gap de ontem. O volume foi de 76 mil cts e os indicadores também repicaram. Mercado indefinido.

Corretoras internacionais (final do dia)

Os saldos compradores somaram +R$ 139 MM (Morgan Stanley +98) e os saldos vendedores chegaram a -R$ 160 MM (JPMorgan -55), deixando um saldo vendedor de -R$ 21 MM.

Abertura

Em plena temporada de resultados, que começa bem, os mercados vão se mantendo firmes: no Japão, pequena baixa de 0,29% para o Nikkei225 (mas as demais Bolsas asiáticas estiveram em boa alta...), enquanto que na Europa, o Stoxx50 vai ganhando 0,8% e nos Estados Unidos, o futuro do S&P500 sobe 0,2%, até agora. O dólar sobe entre as moedas e nas comodities, recuam tanto os metais preciosos como o petróleo. Entre nós, o Ibovespa fechou em baixa, com o volume pouco abaixo da média de junho e com grande saldo comprador das corretoras internacionais. A posição comprada nos investidores não residentes no futuro do dólar passou de + 179 mil para +175 mil contratos. A posição comprada dos investidores estrangeiros no futuro do índice passou de +94 mil para +93 mil contratos. No aluguel de ações líderes, todos os saldos recuaram. No pré pregão, o futuro Agosto abriu em alta de 0,26%.

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Futuro do Ibovespa (sem after market)

O índice Agosto, como sugeriam os indicadores ontem, abriu com largo gap de baixa e cedeu até a hora final, quando apresentou um pequeno repique. O volume foi de 66 mil cts e os indicadores estiveram bem fracos.

Corretoras internacionais (final do dia)

Os saldos compradores somaram +R$ 653 MM (Morgan Stanley +321) e os saldos vendedores chegaram a -R$ 192 MM (Goldman Sachs -133), ficando um saldo comprador elevado de +R$ 461 MM.

Abertura

Os mercados seguem firmes, com destaque para bons resultados trimestrais, para a fraqueza do euro vs o dólar, para a queda dos juros no open market e para uma pequena acomodação do petróleo: no Japão, o Nikkei225 perdeu mínimos 0,09%, na Europa o Stoxx50 avança 0,4% e nos Estados Unidos, o futuro do S&P500 sobe 0,2%, até agora. Entre nós, o Ibovespa fechou numa terceira alta consecutiva, com o volume pouco acima da média de junho e com grande saldo vendedor das corretoras internacionais. A posição comprada nos investidores não residentes no futuro do dólar passou de + 184 mil para +179 mil contratos. A posição comprada dos investidores estrangeiros no futuro do índice passou de +96 mil para +94 mil contratos. No aluguel de ações líderes, os saldos recuaram, exceto o de PETR3. No pré pregão, o futuro Agosto abriu em baixa de 1,5%.

Arquivo do blog

Counter