GHITNICK

Qualidade na Análise Técnica

USO DO BLOG

Minha foto
* imagens: clicar com o lado direito do mouse e abrir em nova aba ou nova página* * comentários por e-mail: jghit@centroin.com.br

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Futuro do Ibovespa (sem after market)

O índice Dezembro teve novo dia de forte baixa, com gap largo na abertura, operando na última faixa de suporte imediato. O volume foi de 122 mil cts e os indicadores chegaram a valores baixos, repicando levemente no final. Mercado indefinido.

Corretoras internacionais (final do dia)

Outro estranho pregão de baixa forte e de compras de deste grupo, com saldos somando +R$ 1.376 MM (Merrill Lynch +794, mais da metade em VALE5 e ainda BBDC4, e Morgan Stanley +475, a maior parte em Porto Seguro on frações e BBDC4...) , enquanto que os saldos vendedores chegaram a -R$ 233 MM (Pactual -98), restando um enorme saldo comprador de R$ 1,143 MM.

Abertura

No Japão, o governo (que havia animado a Bolsa na véspera com incentivo...) divulgou visão pessimista da economia local e derrubou o Nikkei225 em 2,03%. Na Europa (Stoxx50 +1,5%) e nos Estados Unidos (futuro do S&P500 +0,6%), os primeiros resultados trimestrais estão animado os mercados. Os juros subiram no Open Market, mas as moedas estão como ontem, enquanto que a maioria das comodities está em alta. Entre nós, o Ibovespa fechou em nova forte baixa, com o volume bem acima da média de setembro (exercícios de opções: R$ 3,62 BB) e enorme saldo comprador das corretoras internacionais. A posição comprada dos investidores não residentes no futuro do dólar passou de +352 mil para +363 mil contratos. A posição comprada dos investidores estrangeiros no futuro do índice passou de +49 mil para +54 mil contratos. No aluguel de ações líderes, os saldos de Vale voltaram a aumentar muito. No pré pregão, o futuro Dezembro abriu em baixa intensa de 3,9%.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Futuro do Ibovespa (sem after market)

O índice Dezembro teve novo dia de baixa forte, abrindo já com gap considerável e cedendo até o final, próximo à região de suporte imediato. O volume foi de 71 mil cts e os indicadores estiveram fracos.

Corretoras internacionais (final do dia)

Apesar da baixa, um dia de compras (ou recompras...), com saldos somando R$ 1.021 MM (Merrill Linch -353), ao passo que os saldos vendedores chegaram a -R$ 166 MM (Pactual -97), deixando um enorme saldo comprador de +R$ 855 MM.

Abertura

No Japão, o anúncio de aumento nas compras em Bolsa pelo Fundo de Pensões do governo provocou forte alta de 3,98% no Nikkei225 e encorajou altas pela Ásia afora. Na Europa, entretanto, o Stoxx50 vai perdendo 0,9%, com alguns maus resultados corporativos, enquanto que nos Estados Unidos, o futuro do S&P500 avança 0,1%, até o momento e a semana terá também resultados trimestrais como ponto de atração. O dólar segue um pouco mais fraco entre as moedas e a maioria das comodities opera em leve alta. Entre nós, o Ibovespa fechou sexta-feira em repique forte, com o volume acima da média de setembro e saldo comprador das corretoras internacionais. A posição comprada dos investidores não residentes no futuro do dólar passou de +361 mil para +352 mil contratos. A posição comprada dos investidores estrangeiros no futuro do índice passou de +40 mil para +49 mil contratos. No aluguel de ações líderes, todos os saldos aumentaram, os de Vale de forma excepcional. No pré pregão, em dia de vencimento de opções sobre ações, o futuro Dezembro abriu em baixa de 1,2%.

sábado, 18 de outubro de 2014

Verdades e Mentiras da Bolsa

Já está disponível em Verdades e Mentiras da Bolsa , a Edição 694 desta carta semanal de investimentos, com os seguintes assuntos:

"Um pânico a mais... ", sobre os acontecimentos da semana;
"Internacional " , na seção de comentários sobre análise técnica.

Relançada também a administração de carteiras individuais, com diálogo permanente.

Veja os destaques da semana (Eletropaulo pn, PDG Realty on e Even on)

>

Arquivo do blog

Counter