Qualidade na Análise Técnica

USO DO BLOG

Minha foto
* imagens: clicar com o lado direito do mouse e abrir em nova aba ou nova página* * comentários por e-mail: jghit@centroin.com.br

sexta-feira, 30 de maio de 2008

Fechamento (futuro)


O índice abriu em alta, cedeu até o início de tarde, voltando a melhorar no restante do pregão; com isso, ficou num padrão triangular de indefinição. Os indicadores pouco oscilaram e terminaram pouco acima de suas médias móveis, mantendo uma sugestão de mercado indefinido.

Corretoras internacionais, às 15:15 h


Hoje apareceu um novo vendedor (UBS Pactual), mas as compras de Deutsche Bank e Credit Suisse levam o saldo do grupo a ser comprador. Morgan Stanley, discreto, até agora.

Abertura

O ambiente continua mais otimista nos mercados globais, com algumas cifras divulgadas na semana: no Japão, o Nikkei225 ganhou mais 1,51%, na Europa, o Stoxx50 das blue chips vai subindo 0,4% e nos Estados Unidos, que tiveram um dia bem firme ontem, o futuro do S&P500 sobe cerca de 0,2%. Ainda em preço alto, o petróleo começa a dar sinais de exaustão e o mesmo acontece com algumas outras comodities, justamente quando não se fala mais na crise de crédito, ou na recessão americana e sim na alta do custo da alimentação e na ascensão do etanol...Por todos os aspectos, o debate é mais útil. Por aqui, a corretora internacional que tenta controlar o nosso mercado, retomou sua atual postura vendedora de curto prazo, iniciada depois de ter ficado com excesso de papéis após o vencimento das opções de maio e que tem tido dificuldades em se manter por mais de um dia: ontem, de forma até surpreendente, ela conseguiu dobrar a aposta e conter o entusiasmo do mercado com o comunicado da Fitch. Seus preços médios não foram tão compensadores e sua atuação ficou isolada, ainda que conduzindo à forte baixa do dia. Hoje, no pré-pregão, o Fut. Junho vai subindo cerca de 1,2% com bom movimento, fazendo prever que a tarefa de derrubada será mais difícil.

Arquivo do blog