Qualidade na Análise Técnica

USO DO BLOG

Minha foto
* imagens: clicar com o lado direito do mouse e abrir em nova aba ou nova página* * comentários por e-mail: jghit@centroin.com.br

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Ciclo de conferências sobre o mercado

Começando no Rio de Janeiro, em 31 de julho, às 19:00 h, estarei iniciando um Ciclo de conferências sobre o mercado, sua história e perspectivas, sob os diversos ângulos possíveis, com espaço para perguntas. Estão todos convidados...

Detalhes e reservas até o dia 24, inclusive, pelo meu e-mail
jghit@centroin.com.br

Fechamento (futuro)


O índice esteve em alta até o meio da tarde, primeiro com bom movimento, mas perdendo completamente a liquidez na parte da tarde, quando recuou e terminou negativo. O volume final foi muito fraco. A evolução foi ainda toda bem perto da linha de referência. Os indicadores cederam no final, menos do que a cotação e ficaram, asim, em situação ainda favorável, acima ou junto as suas médias móveis, o que sugere possível melhoria no próximo pregão.

Corretoras internacionais (fim do dia)


O grupo, finalmente, teve um dia levemente comprador, Credit Suisse (de novo) e J P Morgan com destaque. Morgan Stanley vendeu menos e distribuiu entre os seus clientes um upgrade para o nossso mercado (será que falta ainda o que vender?)...

Abertura

O mercado americano teve ontem uma segunda alta seguida e bem forte, aparentemente numa corrida de vendidos, inclusive porque em alguns papéis não poderá mais haver venda a descoberto a partir da próxima 2ª feira. Resultados melhores do que o esperado (no caso do setpor financeiro, não tão ruins como projetado...) acrescntam pretextos para o rerpique e o futuro do S&P500 vai ganhando 0,4% até o momento. Os juros subiram, o dólar também melhorou, enquanto ouro e petróleo operam mais ou menos como fecharam ontem, mais um dia de forte baixa para esses ativos. No Japão, uma alta inicial cedeu a realizações d elucros e o Nikkei225 terminou com -0,65%. Na Europa, ao contrário, as bluechips abriram em acomodação, mas agora apresentam alta de 1% (Stoxx50). Por aqui, a Bovespa teve mais um dia de baixa, bastante forte, com a turma da derrubada até vendendo um líquido menor, mas girando para baixo de forma que dá a impressão de ser combinada...Como comentamos na abertura anterior, a onda foi contra a intensa alta internacional, possivelmente para provocar a capitulação dos últimos comprados. As cifras de aluguel ainda estão para ser confirmadas, mas parece ter havido redução substancial. Seria mais um sinal de fim da manobra, mas está tão fácil derrubar, que estão se acostumando...No pré-pregão, com bom volume, o Fut. Agosto esteve em boa alta, agora reduzida a meros 0,16%, uma advertência de que a pressão ainda vai ser grande.

Arquivo do blog