Qualidade na Análise Técnica

USO DO BLOG

Minha foto
* imagens: clicar com o lado direito do mouse e abrir em nova aba ou nova página* * comentários por e-mail: jghit@centroin.com.br

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Onda IV x Onda I

Para quem está acompanhando, o mês vai terminando e a mínima até agora ocorreu na última segunda-feira, em 29.435 ou 13.117 (dólar= 2,244), ainda sem ultrapassar o topo da Onda I de 14.005 ou 12.980 dólares.

Fechamento (futuro)


O índice esticou ainda mais o repique, como previsto, abrindo até com gap de alta. Voluime alto de novo, cerca de 120 mil contratos. Os indicadores subiram bastante e terminaram sinalizando um possível ajuste intraday para amanhã.

Corretoras internacionais, às 14:38 h

Quase todas na compra, mas os saldos estão modestos: compra + R$ 125 MM ( Credit Suisse + 35) e venda - R$ 17 MM, saldo de + R$ 108 MM.

Abertura

Ainda sem qualquer notícia nova, os mercados globais vão continuando hoje o espetacular repique de ontem: no Japão, o Nikkei225 ganhou mais 7,74%, enquanto que na Europa, o Stoxx50 das blue chips ganha 7%. Os futuros americanos abriram com leve realização de lucros, mas agora já apresentam ganhos em torno de 0,7%. Continua também a recuperação do euro e a queda do yen, como também repiques generalizados entre as comodities. Tudo isso quer dizer que os exageros histéricos das últimas semanas vão sendo ajustados pela simples mecânica natural e pendular dos mercados, ainda que muitos considerem que foi dado um susto nos vendidos com medidas japonesas contra as vendas a descoberto. Além disso, a proximidade das eleições americanas, que devem trazer o otimismo habitual que cerca esses eventos, com qualquer resultado, certamente vai motivando as compras ou recompras. Por aqui, seguimos nessa onda, com o maior exagero habitual e, no pré-pregão, com grande volume, o Fut. Dezembro vai subindo cerca de 3,5%. A Usiminas divulgou um excelente balancete (P/L 4), desmentindo o patético desfile de gurus pessimistas, que estavam prevendo para a siderurgia brasileira um abismo infinito. Ainda vamos ter que aturar por algum tempo essa turma negativa, enquanto o mercado decide entre uma recuperação tão rápida quanto a queda ou por um processo mais demorado.

Arquivo do blog