Qualidade na Análise Técnica

USO DO BLOG

Minha foto
* imagens: clicar com o lado direito do mouse e abrir em nova aba ou nova página* * comentários por e-mail: jghit@centroin.com.br

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Corretoras internacionais, final do dia

Pouca variação, o equilíbrio aumentou: Compras líquidas de + R$ 185 MM (Pactual + 90) e vendas líquidas de - R$ 174 MM ( Morgan Stanley - 79), saldo reduzido a compras de + R$ 11 MM.

Fechamento (futuro)


Como se esperava, o repique prosseguiu por todo o pregão, com um pouco mais de volume. Estão superadas as linhas de stop móvel (média móvel de 21 barras e linha do parabólico) e os indicadores, apesar de subirem quase sem pausa, ainda estão pouco acima do meio da escala. Porisso, há espaço para mais repique amanhã.

Corretoras internacionais, às 15:12 h

O volume caiu bastante agora de tarde e neste grupo, as coisas ficaram um pouco mais equilibradas: compras líquidas + R$ 167 MM (Pactual + 77) e vendas líquidas de - R$ 129 MM (JPMorgan - 53), saldo comprador do grupo + R$ 38 MM.

Líderes em repique


O MFI (Money Flow Index) aponta para o repique, a conferir se desta vez haverá fluxo suficiente para levar mais longe uma recuperação.

Corretoras internacionais, às 12:07 h

Movimento discreto , mas saldo líquido comprador de +R$ 111 MM (Pactual +34, Credit Suisse + 33) e sal líquido vendedor de apenas - R$ 42 MM (JPMorgan, - 30, foi comprador na semana passada...). Compra líquida de + R$ 69 MM.

Abertura

Não aconteceu nada de especial, mas o repique foi forte ontem nos mercados de ações: no Japão, depois de várias baixas seguidas, o Nikkei225 ganhou 2,63%, as blue chips subiram bem na Europa (hoje, o Stoxx50 opera estável até agora) e os índices americanos tiveram ganhos impressionantes (hoje, os futuros operam com levíssimas baixas perto de 0,2%). É verdade que nada havia acontecido para provocar as baixas anteriores...O dólar segue firme entre as moedas, o petróleo estabilizou em torno de US 119/barril (WTI) e os metais não ferrosos estão repicando, depois de um ajuste de alguns dias. Por aqui, também houve repique, sugerido pelos gráficos intraday depois do pânico da véspera, ainda que Petrobrás e as siderúrgicas ainda estivessem pressionadas na venda, nos dois casos pela desinformação sobre que queda de comodities está ocorrendo, no caso favorável a essas empresas...A atuação das corretoras internacionais foi discreta e a maioria virou compradora no final. Hoje á noite será divulgado o trimestral da Vale e os analistas internacionais, ao contrário do que vinha sendo divulgado, projetam um lucro bom, em torno de R$ 1,50/ação (o que reduziria o p/l para cerca de 6...). Aliás, não houve também o alegado fracasso na oferta pública da empresa, que revelou ontem que a forte demanda tomou inclusive todo o lote suplementar que estava reservado. No pré-pregão, o Fut. Agosto sobe cerca de 1,3% com volume regular.

Arquivo do blog