Qualidade na Análise Técnica

USO DO BLOG

Minha foto
* imagens: clicar com o lado direito do mouse e abrir em nova aba ou nova página* * comentários por e-mail: jghit@centroin.com.br

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Corretoras internacionais, final do dia

Proporcionalmente, os saldos de hoje foram até maiores, quase todos na compra (ou recompra). Os saldos compradores somaram +R$ 156 MM (Credit Suisse + 91) e os vendedores apenas - R$ 33 MM (Citi - 16), ficando um saldo comprador de +R$ 123 MM.

Fechamento (futuro)


Com volume menor (39 mil contratos), o índice operou em alta por todo o pregão, sem conseguir ainda romper a MM de 200 barras. Os indicadores flutuaram de modo bem gradual, ao longo de suas médias móveis e até enfraqueceram um pouco no final, deixando o mercado indefinido.

Abertura

No Japão, o anúncio de que um novo plano governamental de socorro à economia, ainda não confirmado, provocou euforia no mercado e o Nikkei225 ganhou 4,93%, puxado pelas exportadoras. Na Europa, ao contrário, o euro valorizou-se um pouco frente ao dólar e as ações estão em queda até agora (Stoxx50 – 1,3%), também por conta de alguns maus resultados corporativos. Nos Estados Unidos, os juros cederam um pouco, mas há uma expectativa otimista em relação à aprovação ainda nesta semana do Plano Obama, ainda mais quando apareceram ontem duas estatísticas econômicas favoráveis (venda de imóveis usados e indicadores antecipados) e os futuros estão ganhando perto de 0,5% até o momento. Por aqui, a Bovespa teve um dia de alta e pouco volume, notando-se a redução apreciável do aluguel de ações de PETR4 e dos contratos vendidos por estrangeiros no futuro do índice. Entretanto, no pré-pregão de hoje, o Fut. Fevereiro está perdendo quase 1%, com 2.000 contratos negociados, sem uma causa aparente, podendo reverter essa situação ao longo do dia.

Arquivo do blog