Qualidade na Análise Técnica

USO DO BLOG

Minha foto
* imagens: clicar com o lado direito do mouse e abrir em nova aba ou nova página* * comentários por e-mail: jghit@centroin.com.br

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Futuro do Ibovespa


O índice já abriu com um grande gap de alta, ainda ganhou terreno, para se acomodar um pouco apenas nas duas horas finais. O volume chegou a 95 mil cts e os indicadores esticaram ainda mais, recuando no final, com sinais de mercado sobrecomprado.

Corretoras internacionais (final do dia)

Um dia de excepcional volume de compras (e/ou recompras): os saldos somaram +R$ 947 MM (Morgan Stanley +394, especialmente GGBR4 e PETR4 e Pactual +236, mais em papéis em que é formadora de mercado), enquanto que os poucos saldos vendedores não passaram de -R$ 104 MM, restando um saldo comprador enorme de +R$ 838 MM.

Abertura

Um acordo para a Europa saiu de madrugada e, quase tão irracionalmente como em seus temores, os mercados explodem em pânico de compras ou de recompras: no Japão, o Nikkei225 ainda teve tempo de subir 2,04%, na Europa, o Stoxx50 vai ganhando incríveis 5,5% e nos Estados Unidos, o futuro do S&P5000 está subindo 2,4% ! O euro ganha espaço, naturalmente, e as comodities quase todas operam com ganhos; os juros sobem no open market, na medida em que há um retorno para renda variável. Por aqui, a Bovespa fechou com boa alta e volume abaixo da média, com mais um saldo comprador das corretoras internacionais. No aluguel de ações, os saldos estacionaram. A posição vendida dos investidores estrangeiros no futuro do índice passou de -50 para -53 mil contratos. A posição comprada dos não residentes no futuro de dólar passou de +56 para +51 mil contratos. No pré pregão, o futuro Dezembro opera em forte alta de 3,1%.

Arquivo do blog