Qualidade na Análise Técnica

USO DO BLOG

Minha foto
* imagens: clicar com o lado direito do mouse e abrir em nova aba ou nova página* * comentários por e-mail: jghit@centroin.com.br

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Fechamento (futuro)


Como se previa, o índice subiu bem nas primeiras horas, mais devagar depois e ajustou um pouco na hora final. Com isso, os indicadores acabaram mais fracos, cruzando suas médias móveis e deixando o mercado indefinido para amanhã.

Corretoras internacionais, às 15:12 h



Saldo comprador, liderado ainda pela Credit Suisse, com a ajuda hoje da Morgan Stanley.

Abertura

Os mercados de ações continuam em alta moderada, basicamente por conta de resultados corporativos e pela reação do dólar entre as moedas: é uma primeira sensação cautelosa de que a crise financeira é menos grave do que se supunha. No Japão, o Nikkei225 ganhou 0,22%, na Europa, as blue chips sobem 0,7% até o momento (Stoxx50) e o futuro do S&P500 vai ganhando perto de 0,3%. Por aqui, a Bovespa repicou na sexta-feira e os índices vão testando a linha de resistência que passa pelos topos recentes. Os investidores estrangeiros vão registrando um novo recorde em suas compras líquidas, que já passam dos R$ 6 bilhões neste mês e praticamente têm impedido acomodações de preços mais pronunciadas. No pré-pregão, o Fut. Junho opera com alta de 0,6% e volume regular, não tendo aumentado o saldo de contratos em aberto, um dos mais baixos dos últimos anos. O Bradesco apresentou lucro líquido 23% maior no primeiro trimestre, melhorando sua rentabilidade patrimonial para 32% a.a. (p/l 13,6).

Arquivo do blog