Qualidade na Análise Técnica

USO DO BLOG

Minha foto
* imagens: clicar com o lado direito do mouse e abrir em nova aba ou nova página* * comentários por e-mail: jghit@centroin.com.br

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Fechamento (futuro)



Com movimento aumentado (98 mil contratos), o índice esteve em alta até o meio da tarde, acomodando-se um pouco na hora final, sempre acima da linha de baixa. Os indicadores vieram para baixo de suas médias móveis, nessa acomodação final, o que sinaliza um pouco mais de ajuste amanhã.

Líderes em ação (mensal, não indexado)



A primária de alta não foi incomodada, até agora, de repente será apenas um ajuste no ângulo de alta.

Corretoras internacionais, às 14:54 h

Hoje, forte saldo comprador, puxado por Credit Suisse (+212, PETR4, VALE5), somando saldo de + R$ 396 MM. Na venda, apenas JPMorgan (-69) e Intra (-15), somando - R$ 84 MM, sendo o saldo no momento de +R$ 312 MM.

Abertura

O natural otimismo pela realização das eleições americanas vai esticando bastante o repique que ocorre em todos os mercados globais: no Japão, voltando de feriado, o Nikkei225 subiu 6,26%, enquanto que na Europa (Stoxx50) e nos futuros americanos, a alta já vai passando dos 2,2%. Entre as moedas e as mercadorias, nota-se uma pausa nas oscilações, na expectativa dos acontecimentos. Há sinais de calmaria no setor de crédito, com a queda nos indicadores interbancários, mesmo assim ainda muito acima dos valores normais. Por aqui, a Bovespa teve um dia firme, com a aquisição do Unibanco pelo Itaú sendo bem recebida, adicionando mais confiança aos investidores (ainda que tenha havido quem alugasse ações do Itaú para venda a descoberto...). No pré-pregão, o Fut.Dezembro tem movimento relativamente fraco, mas vai subindo em torno de 2,6%.

Arquivo do blog