Qualidade na Análise Técnica

USO DO BLOG

Minha foto
* imagens: clicar com o lado direito do mouse e abrir em nova aba ou nova página* * comentários por e-mail: jghit@centroin.com.br

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Corretoras internacionais, final do dia


Credit Suisse e a filial Hedging Griffo seguem comprando, mas vários outros foram vendedores, todos os saldos moderados.

Fechamento (futuro)


Como previsto, o índice manteve-se em alta: abriu até com gap para cima, que foi coberto, acomodou-se e reagiu de novo no final, que ficou acima da média móvel de 21 barras. Os indicadorers terminaram com sinais trocados, mas o repique deve continuar amanhã.

Corretoras internacionais, 15:27 h


Depois da frenética movimentação de ontem, provocada pelo vencimento de opções e futuro sobre o índice, com liquidação e rolagem de estratégias, onde mais uma vez muitas ordens foram dadas também a corretoras nacionais, este grupo está calmo hoje (o volume geral projeta menos de R$ 4 bi para o dia), sem maiores destaques até aqui e saldo quase zerado.

Abertura

Não houve grandes alterações entre as moedas e nos juros, mas petróleo e metais continuam em alta gradual. No Japão, ainda sob o impacto de uma desaceleração da economia, o Nikkei225 perdeu mais 0,50%. Na Europa, as blue chips estão em alta, puxadas especialmente pelas mineradoras e siderúrgicas (Stoxx50 + 0,8%), enquanto que nos Estados Unidos, depois de dois dias de baixas, os futuros operavam com ganhos em torno de 0,3%, mas inverteu um pouco isso nos últimos minutos. Por aqui, o repique continua sendo ensaiado, com o pregão terminando com leve alta, apesar do enorme tiroteio motivado pelo exercício de opções sobre o índice e mais o vencimento do futuro: o volume foi enorme, principalmente entre as grandes corretoras internacionais. No pré-pregão de hoje, o Fut.Outubro vai subindo cerca de 1,8% com volume alto. A Usiminas confirmou a regularidade de seus resultados, ao contrário dos rumores que vinham sendo divulgados e está com um dos menores preço-lucro das ações principais, em torno de 6.

Arquivo do blog