Qualidade na Análise Técnica

USO DO BLOG

Minha foto
* imagens: clicar com o lado direito do mouse e abrir em nova aba ou nova página* * comentários por e-mail: jghit@centroin.com.br

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Corretoras internacionais, final do dia

Num dia quase parado, os saldos foram pequenos e equilibrados: compradores + R$ 57 MM (Pctual + 29) e vendedores - R$ 44 MM (Citi - 22), ficando um saldo comprador de + R$ 13 MM.

Fechamento (futuro)


Com movimento muito reduzido (volume ainda não divulgado), o índice esteve todo o dia de lado, em torno da média móvel de 200 barras e pouco acima da linha do parabólico. Os indicadores também flutuaram lateralmente e o mercadso ficou indefinido para amanhã, estando mantida a figura de ilha de reversão, um forte sinal altista.

Petrobras

A empresa enviou a Bovespa o seguinte comunicado:

Rio de Janeiro, 27 de novembro de 2008 – PETROLEO BRASILEIRO S/A - PETROBRAS,
[Bovespa: PETR3/PETR4, NYSE: PBR/PBRA, Latibex: XPBR/XPBRA, BCBA: APBR/APBRA],
uma companhia brasileira de energia com atuacao internacional, a respeito de
materias publicadas hoje nos Jornais O Globo e Valor Economico, sobre a saude
financeira da Companhia esclarece:

O Plano de Negocios 2008 - 2012, preve investimentos de US 112,4 bilhoes (media
anual de US$ 22,5 bilhoes), com necessidade de captacoes medias anuais de US$
4,0 bilhoes.

Com uma extensa carteira de projetos e excelentes perspectivas de crescimento, a
Petrobras vem aumentando fortemente seus investimentos. Ate setembro, no sistema
Petrobras, foram investidos US$ 20,2 bilhoes (resultados em conformidade com a
legislacao brasileira convertido pelo dolar medio do periodo), um crescimento de
32% (em dolar) em relacao ao mesmo periodo do ano anterior.

No curso de suas atividades operacionais e financeiras a Petrobras sempre acessa
os mercados de capitais e bancarios nacionais e internacionais. A Companhia
sempre analisa todas as alternativas de financiamento, buscando sempre as opcoes
mais adequadas ao perfil de sua divida, seja na parte de custos como nos prazos.

Em virtude das condicoes atuais do mercado financeiro internacional e a solidez
do Sistema Financeiro Nacional, as Companhias brasileiras, incluindo a
Petrobras, vem utilizando com maior frequencia o mercado domestico, para suprir
suas necessidades normais de financiamentos. Alem disso, a evolucao do cambio
propicia melhores condicoes para captacoes no mercado interno, diminuindo a
exposicao da empresa a dividas em dolar.

Os Lucros recordes no 3T08 e nos 9M08 foram obtidos pelos excelentes resultados
operacionais (aumento da producao de oleo e gas natural, aumento da venda dos
derivados e melhores precos). Ate setembro a geracao de caixa em suas atividades
operacionais totalizaram R$ 34,7 bilhoes mais R$ 4,4 bilhoes em financiamentos
liquidos. Foram utilizados R$ 35,2 bilhoes em atividades de Investimento e
pagamento de R$ 6,2 bilhoes em dividendos, resultando em uma geracao liquida
negativa de R$ 2,3 bilhoes e um caixa de R$ 10,8 bilhoes no final de setembro.
Esses valores fazem parte das demonstracoes contabeis da Companhia, arquivada na
Comissao de Valores Mobiliarios e amplamente divulgadas ao mercado.

Porem parte do aumento no lucro liquido e reflexo da valorizacao do dolar. No
3T08 houve um ganho financeiro de R$ 3,5 bilhoes (variacoes cambiais sobre os
ativos liquidos expostos) contra uma perda de R$ 1,2 bilhoes no 2T08, sem
contudo representar maior geracao de caixa para a Companhia.

Em outubro, a Companhia teve maiores gastos com impostos e taxas, com o
recolhimento de mais de R$ 11,4 bilhoes no mes. Parte desses pagamentos
refere-se ao Imposto de Renda e Contribuicao Social sobre o Lucro, devido ao
maior Lucro Liquido apurado no 3T08 e participacoes especiais calculadas com
base no valor de pico do preco do petroleo. O Faturamento Bruto mensal medio nos
9 primeiros meses do ano foi de R$ 17,3 bilhoes.

E importante ressaltar que as captacoes efetuadas fazem parte do curso normal
das atividades da Cia, que apresenta hoje baixos niveis de alavancagem
financeira, permitindo aumento de captacoes sem comprometer a estrutura otima de
capital e a financiabilidade de seus projetos.

Abertura

No feriado americano, os mercados globais continuam em repique, enquanto se multiplicam as medidas que visam a recuperação das economias, como redução de juros, ajuda no crédito e na liquidez: no Japão, o Nikkei225 ganhou 1,95% e na Europa, o Stoxx50 vai subindo 1,55%. Não obstante, o dólar continua fraco entre as moedas, já que os juros americanos no mercado aberto ainda seguiram caindo (10 anos: 2,98% a.a.). Todos estes fatos mantém repique também na maioria das comodities. Por aqui, a Bovespa operou em forte alta e grande volume, novamente descolada dos índices americanos que só melhoraram no final do pregão. O saldo das corretoras internacionais continua comprador, mas o saldo de ações alugadas não diminuiu, o de Petrobrás até aumentou. Quanto a isso, continuam a crescer boatos de que viria uma “notícia ruim”, falam numa perda não provisionada de R$ 5 bilhões, houve o episódio do pedido de empréstimo à Caixa de R$ 2 bilhões (a Petrobrás fatura R$ 20 bilhões por mês...), que provocou “denúncia” da oposição no Senado ontem á noite. A empresa tem minimizado esses rumores e divulgado novas descobertas. No pré-pregão, o Fut. Dezembro está com raros negócios e vai perdendo 0,8% e o dia promete pouca atividade.

Feriado nos futuros

"CHICAGO, Nov. 19 /PRNewswire-FirstCall/ -- CME Group, the world's largest and most diverse derivatives exchange, will close its trading floors on Thursday, November 27, in observance of Thanksgiving Day. On Wednesday, November 26, the trading floors will cease trading at noon for Foreign Exchange and Interest Rate Products only. On Friday, November 28, Commodities, GSCI, Weather, Real Estate and Metals Products close at noon (CME commodity options only close at 12:02 p.m.), while Equity Products close at 12:15 p.m. CST."

Arquivo do blog