Qualidade na Análise Técnica

USO DO BLOG

Minha foto
* imagens: clicar com o lado direito do mouse e abrir em nova aba ou nova página* * comentários por e-mail: jghit@centroin.com.br

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Abertura

Como tem sido habitual, as quedas de ontem começam a ser recuperadas hoje, cautelosamente, sem nenhum fato novo conhecido, apenas na mecânica atual dos mercados: no Japão, o Nikkei225 ainda caiu 0,40%, mas na Europa, o Stoxx50 das blue chips vai ganhando 0,7% e nos Estados Unidos, o futuro do S&P500 está subindo 0,5%, até agora. O euro melhorou e com ele boa parte das comodities. Por aqui, a Bovespa fechou com baixa moderada, com volume muito acima da média (por conta dos exercícios, que acabaram sendo maiores do que estimava, R$ 4,8 BB vs R$ 3,3 BB de outubro) e grande saldo comprador das corretoras internacionais. No aluguel de ações, de novo os saldos de Petrobrás despencaram e os saldos de Vale subiram um pouco. A posição vendida dos investidores estrangeiros no futuro do índice estacionou em -62 mil contratos. A posição dos não residentes no futuro de dólar passou de vendida em -11 para comprada em +2 mil contratos. No pré pregão, o futuro Dezembro opera em alta de 0,2%.

4 comentários:

renato disse...

Bom dia, jayme ... saiu hoje no Estadão o moinistro Mantega dizendo que o crescimento no país no 3o. trimestre pode vir NULO. Com isso, eu fico pensando aqui comigo mesmo ... (um desabafo) que desperdício de gente, recursos naturais, etc... não ? Nunca pensamos à frente, sempre estamos a reboque ... na década de 70/80 foi o japão que nos salvou, muito embora a infraestrutura estava sendo construída; a coréia já nos passou na década de 90 e até montadora já aqui instalou, etc.. e nós ... continuamos a ser exportador de materia prima e importdor de bens manufaturados, bem ao estilo do império de Dom Pedro. É desanimador ver ao longo desses séculos todos que o fundamento não mudou ... e, a cada ano que passa fica pior, sendo que o governo nos ultimos 10 anos não criou (e nem pensa em criar) as condições (reforma tributaria, educação, etc.) que poderiam mudar esse quadro. Na minha opinião ... essa geração é mais uma geração perdida... como a minha foi na década de 90.

Pedro Leite disse...

Enquanto formos a NAÇÃO DO FAZ DE CONTA,(que temos educação, saude, justiça, renda, e por ai vai)não sairemos deste buraco, como ninguem tem interesse de botar a bola para frente, continuamos só olhando os pés..em vez de ver o horizonte...vide dificuldade da PETR4 de colcocar os navios feitos no mar(fazemos de conta que construimos)com? se o povo não tem educação?

GHITNICK disse...

O ministro deve estar baseado no índice de atividade econômica calculado pelo BC e que deu quase nulo o trimestre (ainda que 3,65% em 12 meses...). Exageraram nas tais medidas prudenciais e demoraram a se mexer, como estão fazendo agora. O quarto trimestre deverá ser bem melhor.

Realmente, os governos se sucedem para muito pouco, mas a maioria parece satisfeita com o status quo, como vemos nas eleições.

renato disse...

pois é .. enquanto isso, O Valor Economico noticia que o PIB do México acelera e cresce 4,5% no 3º trimestre, acima do previsto.

Arquivo do blog