Qualidade na Análise Técnica

USO DO BLOG

Minha foto
* imagens: clicar com o lado direito do mouse e abrir em nova aba ou nova página* * comentários por e-mail: jghit@centroin.com.br

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Abertura

Após uma série de topos plurianuais, os mercados parecem estar entrando numa fase de correção, subitamente preocupados com tudo o que acontece pelo mundo (como se mundo tivesse mudado em uma semana...): no Japão, o Nikkei225 caiu 2,23%, na Europa, o Stoxx50 perde 2,3% e nos Estados Unidos, o futuro do S&P500 recua 1,1%, até agora, num clima de pânico. Buscando refúgio na renda fixa, os investidores seguem derrubando os juros no Open Market (10 anos: 2% a.a. vs 2,4% a.a. na semana passada...), mas hoje o dólar está em queda entre s moedas, como também quase todas as comodities. Entre nós, o Ibovespa fechou em forte baixa, no ritmo atual de montanha russa, com o volume muito acima da média de setembro (exercício de opções e vencimento do futuro do índice: R$ 12,4 BB) e de novo um grande saldo comprador das corretoras internacionais. A posição comprada dos investidores não residentes no futuro do dólar pulou de +331 mil para +371 mil contratos. A posição comprada dos investidores estrangeiros no futuro do índice passou de +55 mil para +45 mil contratos. No aluguel de ações líderes, apenas o saldo de PETR3 aumentou. No pré pregão, o novo futuro Dezembro tem baixa de 1,8%.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog